MASCULINO FEMININO + BLOW UP – HISTÓRIA DE UM FOTÓGRAFO


VER PRIMEIRO

Medeia Filmes

Fevereiro

TER 13 FEV ⁄ 18H30 & 22H00


RIVOLI Pequeno Auditório

 

bilhetes

MASCULINO FEMININO
Um filme de Jean-Luc Godard
Com Jean-Pierre Léaud, Chantal Goya, Catherine-Isabelle Duport, Brigitte Bardot, Françoise Hardy
França, Suécia, 1966, 110’
V.O. em francês, com legendas em português
M/12

BLOW-UP - HISTÓRIA DE UM FOTÓGRAFO
Um filme de Michelangelo Antonioni
Com David Hemmings, Vanessa Redgrave, Sarah Miles, John Castle, Jane Birkin
Reino Unido, Itália, Estados Unidos, 1966, 111'
V.O. em inglês, com legendas em português
M/12 
 
18H30
MASCULINO FEMININO
de Jean-Luc Godard
apresentado por Eduardo Brito

Contado em quinze vinhetas, este é um retrato da juventude parisiense dos anos 60 “os filhos de Marx e da Coca-Cola”, entre o idealismo e o consumismo. Paul (Jean-Pierre Léaud) acabou a tropa e tem uma forte consciência política. Madeleine (Chantal Goya) é uma aspirante a pop star. São os principais intérpretes desta cultura jovem emergente que Godard explora de forma audaz, com dois magníficos cameos de Brigitte Bardot e Françoise Hardy.


22H00
BLOW UP – HISTÓRIA DE UM FOTÓGRAFO
de Michelangelo Antonioni
apresentado por Joana Machado e Rita Roque

Blow-Up é a história de um dia na vida de um fotógrafo de moda na swinging London dos anos 60, com uma cultura jovem emergente, e do que ele descobre durante esse dia. No parque, tira fotografias de duas pessoas e mais tarde, examinando as fotografias, descobre algo que se lhe tinha escapado antes. Um elemento de realidade que parece real e que, de facto, o é. No entanto a realidade contém uma dose de liberdade difícil de explicar. No final do dia, o fotógrafo aprendeu algumas coisas, como jogar com uma bola imaginária, o que não resulta assim tão mau, afinal de contas. Blow-Up é, talvez, como Zen: quando se tenta explicá-lo, acaba-se por traí-lo.

calendário