NOÉ SOULIER (FR)


The Waves

Estreia Nacional

Sex 28 Set ⁄ 21h00 & Sáb 29 Set ⁄ 19h00


Auditório • Campo Alegre

10,00EUR • M/6

bilhetes

Coreografia Noé Soulier
Interpretação Stephanie Amurao, Lucas Bassereau, Meleat Frederikson, Yumiko Funaya, Anna Massoni and Nans Pierson
Música Noé Soulier com Tom de Cock e Gerrit Nulens (Ensemble Ictus)
Produção ND Productions (Paris)
Coprodução Tanz im August / HAU Hebbel am Ufer, Berlim, La Place de la Danse – CDCN Toulouse / Occitanie, Chaillot – Théâtre National de la Danse, Paris, Festival d’Automne de Paris, CN D Centre national de la danse, Pantin, Opéra de Lille, Theater Freiburg, Teatro Municipal do Porto, Kaaitheater Brussels, PACT Zollverein, Essen
Com o apoio de Direction Régionale des Affaires Culturelles d’Île-de-France – Ministère de la Culture et de la Communication
Com a participação do Fonds Transfabrik – Franco-German Fund for Performing Arts
Duração aprox 1h10
 
"The Waves" explora diferentes formas em que os gestos sugerem experiências corporais que alargam a pesquisa central dos anteriores espetáculos.  
São disso exemplo "Movement on Movement" – espetáculo centrado nos gestos que explicam ou comentam outros movimentos -, ”Removing” - em que se transformava a perceção obtida por ações orientadas por objetivos, como bater, evitar, arremessar ou agarrar, impedindo o público de reconhecer esses propósitos – e “Faits et Gestes” [apresentado no Festival DDD – Dias da Dança 2017] – trabalho que mantinha essas experiências no ponto central da ação e explorava caminhos onde o gesto podia lembrar a sensação de executar um determinado movimento. Agora, neste novo espetáculo, há um intuito de alargar essa exploração para formas pelas quais um movimento se pode referir a outro movimento: através de símbolos, de sugestões, de esquemas, de esboços, de comentários ou explicações. Os gestos em que se trabalha são sempre incompletos, apontam para algo em si mesmo, provocando uma sensação de lembrança dessas experiências numa correlação direta com o movimento. Uma súbita mudança de direção, uma mudança no olhar do intérprete, o esforço para desviar o momento presente do momento anterior ou manter o equilíbrio entre os diversos momentos podem ser usados como suportes para projetar memórias físicas e psicológicas mais complexas. Com isto, Noé Soulier não quer provocar no espectador uma lembrança de um episódio específico da sua vida. O caráter específico dos gestos criados por outro movimento pode ativar a sua própria memória corporal. Esta incompletude dos gestos visa, assim, pôr em movimento a história física de cada espectador. 

Noé Soulier nasceu em Paris, em 1987. Estudou na National Ballet School of Canada e na PARTS, em Bruxelas. Em 2010, ganhou o primeiro prémio da competição Danse Élargie, organizado pelo Thêatre de la Ville e do Museu da Dança, com o espetáculo "Little Perceptions". Do seu curriculum fazem parte as peças "Movement on Movement" (2013), "Movement Materials" (2014), "Removing" (2015) e “Faits et Gestes” (2016).
NOÉ SOULIER (FR) - © Pierre Ricci

© Pierre Ricci

calendário