RAIMUND HOGHE (DE)


La Valse

Estreia Nacional

Março

Qui 29 Mar ⁄ 21h30


RIVOLI Grande Auditório

10,00EUR • M/12 

bilhetes

Conceção, coreografia e Cenografia Raimund Hoghe
Colaboração Artística Luca Giacomo Schulte
Interpretação Marion Ballester, Ji Hye Chung, Emmanuel Eggermont, Raimund Hoghe, Luca Giacomo Schulte, Takashi Ueno e Ornella Balestra como convidada
Piano Guy Vandromme
Luz Raimund Hoghe, Amaury Seval
Som Nicolás Kretz
Fotografia Rosa Frank
Produção Administrativa Mathieu Hillereau, Les Indépendances
Músicas interpretadas por Leonard Bernstein, Ferenc Fricsay, Joseph Schmidt, Fritzi Massary, Herbert von Karajan, Erich Kleiber, Erna Sack, Teresa Stratas, Josephine Baker, Juliette Greco, Vera Lynn, Patti Page, Colin Farrell, Francoise Hardy, Hélène Grimaud, Rod Stewart, Audrey Hepburn, Odetta e Guy Vandromme.
Produção Raimund Hoghe — Hoghe & Schulte GbR (Düsseldorf)
Como o apoio de Ministerium für Kultur und Wissenschaft des Landes Nordrhein-Westfalen, Kunststiftung NRW, Kulturamt der Landeshauptstadt Düsseldorf, Fonds Transfabrik – Fonds franco-allemand pour le spectacle vivant.
Apoio especial Teatro Municipal do Porto (PT), Centre national de danse contemporaine of Angers (FR), La ménagerie de verre of Paris (FR) sob os auspícios de Studiolab, and tanzhaus nrw of Düsseldorf (DE).
Agradecimento Especial agnès b. Paris
Duração aprox. 3h (com intervalo) 
Com o meu espetáculo “La Valse”, continuo a minha confrontação com alguns dos mais icónicos trabalhos de música e história da dança. 
Agora, o mote é uma peça para orquestra de Maurice Ravel que foi apresentada, pela primeira vez, em Paris, no ano de 1920. No entanto, só em 1928 a peça musical foi considerada para um espetáculo de dança, quando Bronislava Nijinska (irmã de Vaslav Nijinsky) criou uma peça de um ato, usando o tema “La Valse”. Na minha versão, uso as duas versões desse trabalho: a versão com orquestra e a versão em piano, pelo pianista belga Guy Vandromme. Outras valsas são ainda integradas neste espetáculo, sendo que as valsas vienenses são a base para a peça de Ravel. Este sempre foi um tema presente nos meus trbalhos anteriores, que serviram para ensaios dos espetáculos, sendo que nunca tiveram lugar nos espetáculos final. Iniciei o processo de colaboração com o pianista Guy Vandromme em 2006, em Bruxelas, com a performance “Sacre – The Rite of Spring and the piano”no Kaaitheater. Um processo partilhado ainda com os bailarinos escolhidos para este momento, num encontro com Luca Giacomo Schulte para esta verdadeira aventura.
— Raimund Hoghe, Janeiro 2016

RAIMUND HOGHE • Nascido em Wuppertal, Raimund Hoghe está agora sediado em Düsseldorf. Começou por trabalhar como jornalista e autor, tendo começado posteriormente a trabalhar como dramaturgo da coreógrafa Pina Bausch, durante uma década – de 1980 a 1990. Desenvolve os seus trabalhos artísticos desde 1989, e desde 1992 colabora com o artista visual Luca GiacomoSchulte. Começou a ser intérprete dos seus espetáculos a partir de 1994, tendo iniciado digresses mundias com as suas apresentações a partir de então. 
RAIMUND HOGHE (DE) - © Rosa Frank

© Rosa Frank

calendário