Tiago Guedes



Diretor do Teatro Municipal do Porto 

O programa desenvolvido para o Teatro Municipal do Porto tem como base o projeto definido pela Câmara Municipal do Porto para os dois polos do Teatro Municipal: Rivoli e Campo Alegre. 

Ancorado em três eixos principais – Programação, Paralelo e Campo Aberto – o Teatro Municipal do Porto apresenta uma programação exigente a nível artístico, trabalhando de forma atenta aos contextos local, nacional e internacional.

A Programação tem uma forte incidência na Dança, com presença significativa de outras áreas artísticas. Por isso, o Teatro, a Música, o Cinema e a Literatura são territórios sistemáticos na programação.

A programação internacional na Dança, no Teatro e na Música reforçam uma oferta na cidade no que diz respeito à circulação internacional dos artistas contemporâneos mais consagrados da atualidade.

A nível nacional, o trabalho com as companhias e com os artistas centra-se na coprodução de novas criações e na difusão de repertório. No que diz respeito às coproduções, o Teatro Municipal do Porto dá especial atenção às companhias locais, permitindo um trabalho mais sólido e aprofundado destas estruturas. Com uma média de 30 coproduções anuais, o Teatro Municipal do Porto assume-se assim como um dos principais promotores nacionais de criação no campo das artes performativas.

Foi também a pensar nas companhias, projetos e artistas da cidade, e no apoio ao trabalho que desenvolvem, que criámos o Campo Aberto — Programa de Residências Artísticas. Um programa que se desenvolve nos dois polos do Teatro Municipal (Rivoli e Campo Alegre), onde se acolhem residências de longa e de curta duração, das quais resultam momentos públicos de apresentação.

Todo este trabalho se materializa com a presença e a participação dos públicos do Teatro Municipal do Porto. É através do Paralelo – Programa de Aproximação às Artes Performativas que se desenvolvem um conjunto de ações conectadas com a programação, no âmbito da mediação e formação de públicos.

Este equilíbrio entre o que se faz na cidade, o que circula no país e o que de internacional se apresenta no Porto, faz então deste Teatro um verdadeiro lugar de descobertas e confirmações artísticas, onde o risco e a consagração estão em permanente diálogo.