Paulo Cunha e Silva




A reativação do Teatro Municipal do Porto foi apresentada, ainda em campanha eleitoral, como prioridade estratégica de Rui Moreira para o quadriénio 2013-2017. Neste sentido, o Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto concebeu um projeto para o Teatro Municipal que consolidou ao longo do primeiro semestre de 2014, inaugurando-o oficialmente a 12 de Setembro de 2014 com a reabertura de um dos seus polos – símbolo das artes de palco da cidade e do país – o Teatro Rivoli.
O Teatro Municipal do Porto cumpre hoje a missão que para ele definimos: apresentar, nos seus dois polos, o Teatro Campo Alegre e o Teatro Rivoli, uma programação direcionada para a dança ainda que interdisciplinar, particularmente atenta aos criadores e agentes culturais da cidade do Porto, parceiro dos principais palcos nacionais e consistentemente relacionado com a criação contemporânea internacional.
Com um novo diretor de programação, o Teatro Municipal do Porto foi reconstruído à imagem da sua cidade, sendo hoje um projeto participado, crítico, enraizado na cultura local e simultaneamente aberto ao mundo.