Teatro Campo Alegre

O Teatro Campo Alegre foi projetado pelo arquiteto Rogério Cavaca e após a sua construção, em 2000, passou a ser gerido pela já extinta Fundação Ciência e Desenvolvimento (FCD). O edifício dispõe de quatro salas (Auditório, Café-Teatro, Cine-Estúdio e Sala-Estúdio) e três apartamentos equipados para residências artísticas, dois de tipologia T1 e um T3. Atualmente, o Teatro Campo Alegre apresenta-se como o pólo experimental do Teatro Municipal do Porto, um laboratório criativo que alberga artistas de várias latitudes e oito companhias da cidade em residências de curta e longa duração, no âmbito do programa Teatro em Campo Aberto que, mais tarde, apresentarão as suas criações resultantes destes momentos de trabalho.  

Teatro Municipal Campo Alegre