Jorge Louraço Figueira & Rodrigo Santos -

19 Sáb 11.30h &14.30h
20 Dom 11.30h

RIVOLI Pequeno Auditório

Texto Jorge Louraço Figueira
Interpretação Rodrigo Santos
Realização e argumento Ricardo Megre
Produção e argumento Pedro Alves
Desenho de som Francisco Rua e Pedro Ferraz
Duração 30 mins

Jorge Louraço Figueira & Rodrigo Santos

A grande guerra do Patoá
em colaboração com Pedro Alves, Ricardo Megre, Francisco Rua & Pedro Ferraz (Universidade Católica do Porto)
Estreia
Programa Paralelo

Teatro
Jorge Louraço Figueira & Rodrigo Santos -
Eu sempre que venho ao Porto faço questão de usar as palavras certas para cada ocasião. 
Avô: Comprimidas pelas margens do rio, as palavras que se usam no Porto para dar o nome às coisas nem sempre são as mesmas que se usam noutros lugares. Pode ser do clima. Por exemplo, um chapéu-de-chuva não serve para nada, aqui. Com a pluviosidade média mensal, às vezes nem um guarda-chuva serve, quanto mais um chapéu. O que é preciso é ter um chuço sempre à mão, essa é que essa. Com a palavra certa, parece que chove menos.

João: As palavras são para as ocasiões. A ocasião faz a palavra, a palavrinha, o palavrão. Eu cresci ali onde o mapa de Portugal se dobra em quatro, com família de todos os lados, e o dia de natal era sempre uma batalha de palavreado para os netos, as primas, os tios e as avós se entenderem com o nome dos doces. O meu avô dizia que era a grande guerra do Patoá / Portugalês. E era! Se eu não acertasse no nome do frito, ficava a ver navios.


Jorge Louraço Figueira (1973) escreveu as peças “À Espera de Beckett”, “Xmas qd Kiseres” e “O Espantalho Teso”; e encenou “Conta-me Como É”, com textos de Pedro Marques, Jorge Palinhos e Sandra Pinheiro. É docente na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE). Foi dramaturgo residente no Teatrão, em Coimbra; diretor artístico do Teatro Oficina, em Guimarães; e crítico de teatro no jornal Público. No Brasil, publicou “Verás Que Tudo É Verdade, sobre o Folias”
Entrada gratuita • >6

87º Aniversário Teatro Rivoli

19 Sáb — 20 Dom

A história do Rivoli escreve-se através de momentos marcantes da vida da cidade. Desde os idos anos 30, quando a ópera e o teatro dominavam o panorama artístico da cidade e o som chegou ao cinema, que o Rivoli tem vindo a assumir um importante papel na vida e nos hábitos culturais dos portuenses, atravessando muitas gerações, contextos políticos sociais distintos, momentos bons e menos bons, alicerçado, acima de tudo, numa enorme capacidade de se renovar e reinventar.
“100% Porto” é o título do projeto do coletivo germano-suíço Rimini Protokoll, que convoca 100 habitantes da cidade para o palco do Grande Auditório do Rivoli, num espetáculo que traça o perfil demográfico e social do Porto, naquele que é um autêntico mapa cartográfico vivo. “100% Porto” é assim o mote para um Aniversário pela primeira vez comemorado em dois dias (19 e 20 de janeiro, com entrada gratuita) dando resposta à grande afluência de públicos que nos últimos anos tem vindo a comparecer a esta celebração.
São 25 os artistas do Porto que integram um programa que evidenciará a vitalidade e criatividade que se vive na nossa cidade, em espetáculos que cruzam dança, teatro, cinema, música, instalação e literatura, num programa pensado para todos, dos 3 aos 100 anos. Nestes dias de festa, o Rivoli estará mais vibrante do que nunca, todos os seus espaços poderão ser percorridos e estará sempre algo a acontecer. Será também por esses espaços que a programação da segunda parte da temporada — entre Março e Julho de 2019 — será revelada e disponibilizada a todos aqueles que nos vierem visitar. E estamos certos de que serão muitos. Aqui vos esperamos, para juntos celebrarmos.

 
Artistas
Rimini Protokoll • Jonathan Uliel Saldanha • Marco da Silva Ferreira • Jorge Andrade • Dona Rosa & Sopa de Pedra • Sérgio Martins & Rui Lima • Tânia Dinis • Bruno Senune • Flávio Rodrigues • Valter Fernandes • Jorge Louraço Figueira • Rodrigo Santos • ACE – Escola de Artes • ESMAE – Escola Superior de Músicas e Artes do Espetáculo • Cristiana Sabino • Rui Spranger • Marco Oliveira • Renato Roque • Rui David • Pedro Alves • Pedro Ferraz • Ricardo Megre • Francisco Rua • Groove Ball (Simone Francisco, Inês Pando & Igor Ribeiro)
 
 
A entrada é gratuita e os bilhetes (para sábado e domingo) podem ser levantados na Bilheteira do Teatro Rivoli no sábado, 19 de janeiro, a partir das 10h30, no máximo de dois bilhetes por pessoa e por espetáculo (sujeito à lotação das salas).
Os bilhetes que ficarem disponíveis e que não forem levantados no sábado, poderão ser levantados no domingo, 20 de janeiro, a partir das 10h30, nas mesmas condições acima enunciadas.