No Fimp, música é matéria - © B. Oliver

© B. Oliver

FIMP 2018

13 Sáb 23.30h

RIVOLI Subpalco

5.00€ • >12

No Fimp, música é matéria

Paddy Steer

Música
No Fimp, música é matéria - © B. Oliver

© B. Oliver

Nesta edição teremos entre nós, diretamente de Manchester, Paddy Steer, o extraordinário homem-orquestra aos comandos da sua nave sónica feita em casa.
A performance ritual das personagens que habitam o universo deste artista vai transformar o sub-palco do Rivoli numa verdadeira gruta de prodígios libertários.
A eletrónica customizada, a percussão e a voz processada combinam-se nos concertos de Paddy Steer numa espécie de cerimonial caótico e enérgico, em que o músico, com a sua vasta experiência, nos conduz por territórios selvagens e ao mesmo tempo amigáveis.
Parceria FIMP, Matéria Prima

FIMP 2018

Festival Internacional de Marionetas do Porto

Este não é só mais um ano em que o Teatro Municipal do Porto acolhe o FIMP - Festival Internacional de Marionetas do Porto. É uma edição em que se celebra um festival histórico da cidade, cujo programa se soube atualizar e adaptar aos tempos e aos públicos, dignificando e ampliando as possibilidades do teatro de marionetas e formas animadas. 
Reconhece-se essa importância à medida que também se consolidam as relações de cumplicidade com a sua equipa, admirando a capacidade de renovação e resiliência face a todas as contrariedades da sua situação atual.
O FIMP 2018 tem início no TMP com “Sans objet” da Compagnie 111 — Aurélien Bory, sobre a relação do homem e da máquina e a imagética dos robots. A mais recente criação de Cláudia Dias, “Quarta-feira: o tempo das cerejas” e o projeto vencedor da Bolsa de Criação Isabel Alves Costa, “Fogo lento”, de Costanza Givone sobem também a palco, juntamente com companhias que regressam como a de Xavier Bobés, ou as experiências multimédia da Alma d’Arame. É ano, ainda, para festejar os aniversários do Teatro de Marionetas do Porto (30 anos) e Limite Zero (15 anos), companhias estruturantes neste domínio que revelam estar de muito boa saúde. A programação complementa-se com outras atividades e desenha-se à medida das inquietações dos artistas sobre ques- tões como a passagem do tempo e os seus efeitos na nossa vida coletiva, o destino da humanidade e das suas invenções técnicas.
 
Toda a programação em
fimp.pt