1, 2, 3...

22 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a João Gesta

Quintas de Leitura
O ciclo “Quintas de Leitura” é definido como um ritual de recitais de poesia à penúltima ou à última quinta-feira do mês, que já conta com 17 anos de existência, e consigo como programador cultural desde 2002. Como é que é estar a frente de um projeto destes há tantos anos? Quais são as principais diferenças que identifica de 2001 para os dias de hoje e estar integrado num projeto como o Teatro Municipal do Porto? 

Sim, realmente, este ciclo poético nasce com o Porto 2001 – Capital Europeia da Cultura e eu entro no projeto em 2002. O balanço que posso fazer destes anos é positivo. Numa primeira fase, houve o processo normal, para qualquer ciclo, de fidelização de público. Com o público fidelizado e com as salas esgotadas – uma constante das “Quintas de Leitura” de há vários anos para cá –, com uma nova dinâmica cultural no Rivoli e através de várias sugestões do diretor do Teatro Municipal do Porto (TMP), Tiago Guedes, fizemos alguns ajustes que vieram trazer uma maior dinâmica às Quintas e que nos têm proporcionado balanços extremamente positivos. Este ano, temos programadas onze sessões, que representam em números redondos cerca de 4000 espectadores. Três dessas sessões foram realizadas fora de portas – Pérola Negra, Cultura em Expansão e Feira do Livro –, revelando-se igualmente como um grande sucesso, com uma taxa de ocupação superior a 90%. Relativamente às principais diferenças entre 2001 e os dias de hoje, na altura começamos com salas relativamente pequenas, como a Sala-Estúdio do Teatro Campo Alegre, com um universo de 70-80 pessoas. Seguidamente fizemos um salto prudente para o Café-Teatro e aí já contávamos com um universo de cerca de 140 pessoas. E, neste momento, falamos de salas com capacidade para 300 pessoas. De forma pontual, realizamos uma “Quintas de Leitura” de homenagem ao Manuel António Pina, no Grande Auditório do Teatro Rivoli, numa sala com cerca de 700 pessoas. De qualquer maneira, nestas coisas da literatura há que ser prudente. Se me perguntarem: qual o universo abrangido pelas “Quintas de Leitura”? Penso que estamos sempre a falar, com algum conforto, de cerca de 300 a 400 pessoas por mês.  

Por aqui já passaram mais de 1000 artistas, entre poetas, músicos e artistas plásticos. Agora no 17º aniversário, qual é o balanço que retira deste ano de 2018 que está quase a terminar?

Este foi um ano especial. Reservamos o ano a jovens vozes, a poetas que estão agora a dar os primeiros passos. As “Quintas de Leitura” têm também de ser um instrumento para dar voz à novíssima poesia portuguesa e, paralelamente, trazer alguns cantautores que – tal como os poetas – têm alguma dificuldade em fazer ouvir a sua voz. Tivemos ao longo do ano grandes poetas como a Filipa Leal, o Daniel Maia-Pinto Rodrigues ou o João Habitualmente. Todos poetas do Porto, o que também é importante. Penso que o papel das “Quintas de Leitura” é, exatamente, esse: apostar em jovens cantautores e na novíssima poesia portuguesa.

Em poucas palavras, como define atualmente as Quintas de Leitura?

Escrever, em geral, e a poesia, em particular, são claramente um ato de resistência. Escreve-se para resistir a este mundo desconchavado. Uma pessoa liga os telejornais e somos bombardeados com notícias catastróficas, como as recentes eleições no Brasil ou os Estados Unidos da América dos nossos tempos. E escrever é exatamente isso: resistir às novas ditaduras, resistir a estes tempos de populismo que vão conduzir a novos fascismos. Nós, aqui na Europa, temos que ter um antídoto qualquer para nos proteger. E a literatura, em geral, e a poesia, em particular, são, seguramente, fortes antídotos a essas tentações totalitárias.


Fotografia © José Caldeira / TMP
Sara Carinhas

15 Novembro 2019

Sara Carinhas

Entrevista

atriz e encenadora 
Modos de Ocupar: o diferente do diferente não é o igual

24 Outubro 2019

Modos de Ocupar: o diferente do diferente não é o igual

Primeira conferência de ciclo com Pedro Santos Guerreiro realizou-se, esta quarta-feira, no Rivoli

Arrancou ontem, no Teatro Rivoli, o ciclo de conferências Modos de Ocupar, com curadoria e moderação de Pedro Santos Guerreiro.
Estrutura

20 Setembro 2019

Estrutura

Entrevista

Cátia Pinheiro & José Nunes
encenadores e atores

1, 2, 3...

18 Junho 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Manuel Bogalheiro

Universidade Lusófona do Porto
"Do Comum" e "Do Estranho" ⁄ Ciclos de conferências
Maria do Céu Ribeiro & Paulo Mota

14 Junho 2019

Maria do Céu Ribeiro & Paulo Mota

Entrevista

sobre "O amigo secreto"
Anarquivo

3 Junho 2019

Anarquivo

B’lheq

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo. 
1, 2, 3...

31 Maio 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Pedro Sobast

Understage ⁄ Catacombe
1, 2, 3...

24 Maio 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Miguel Bonneville

"A importância de ser Georges Bataille"
DDD + FITEI 2019 no TMP:

25 Abril 2019

DDD + FITEI 2019 no TMP:

Cinco semanas de programação de dança e teatro, com o Brasil em destaque

Entre 24 de abril e 25 de maio, o DDD – Festival Dias de Dança e o FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica unem-se numa grande parceria de programação e comunicação de dança e teatro, com o Teatro Municipal do Porto (TMP) a ser palco de apresentação de mais de duas dezenas de espetáculos, workshops, encontros, atividades paralelas e festas pós-espetáculo.
Miquel Bernat

1 Abril 2019

Miquel Bernat

Entrevista

sobre "Textures & lines"
1, 2, 3...

26 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a John Romão

BoCA - Biennial of Contemporary Arts 2019

19 Março 2019

"Moving with Pina":

A obra de Pina Bausch pelos gestos de Cristiana Morganti

Cristiana Morganti apresenta, em estreia nacional, a conferência performativa "Moving with Pina", nos dias 22 e 23 de março, no Teatro Campo Alegre, onde partilha as suas vivências com a coreógrafa alemã ao longo de 11 anos.
1, 2, 3...

18 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a João Sousa Cardoso

Multiplex 2019: Bette Gordon
1, 2, 3...

15 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Gustavo Costa e Igor Gandra (Sonoscopia & Teatro de Ferro)

"W - Concerto encenado para orquestra robótica e marionetas"
1, 2, 3...

11 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a António Júlio

"O Dia da matança na história de Hamlet"

1 Março 2019

"Os 120 dias de Sodoma": o controverso encenador Milo Rau, no Teatro Rivoli

Nos dias 7 e 8 de março, o controverso encenador Milo Rau apresenta, em estreia nacional, “Os 120 dias de Sodoma”, no Teatro Rivoli – um trabalho que desenvolve as pesquisas em torno do voyeurismo e as suas implicações políticas e artísticas.
1, 2, 3...

27 Fevereiro 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Tiago Cutileiro

"Tudo nunca sempre o mesmo diferente nada"
Jorge Andrade

20 Fevereiro 2019

Jorge Andrade

Entrevista

sobre "A manual on work and happiness"
Anarquivo

13 Fevereiro 2019

Anarquivo

Sobre Anarquismos, de Pablo Fidalgo Lareo

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
Anarquivo

12 Fevereiro 2019

Anarquivo

Sobre Unwanted, de Dorothée Munyaneza

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
1, 2, 3...

6 Fevereiro 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Marta Freitas

Curtas de Cena Portuguesa 
Miguel Loureiro

28 Janeiro 2019

Miguel Loureiro

Entrevista

sobre "A fera na selva"

28 Janeiro 2019

"Unwanted" de Dorothée Munyaneza

Um relato a partir das histórias reais das vítimas do genocídio em Ruanda

Na sexta-feira, dia 1 de fevereiro, Dorothée Munyaneza apresenta, em estreia nacional, no Teatro Campo Alegre, o espetáculo “Unwanted” – um trabalho que conta a história de mulheres violadas.  
87º Aniversário Rivoli: 100 habitantes do Porto ajudam a apagar as velas

18 Janeiro 2019

87º Aniversário Rivoli: 100 habitantes do Porto ajudam a apagar as velas

Nos dias 19 e 20 de janeiro, o Teatro Rivoli celebra os seus 87 anos de “vida” numa festa de 48h - com dança, teatro, música, literatura, performance e ainda uma festa até às 04h00 - onde 100 habitantes do Porto ajudam a apagar as velas. 
100% Porto: Teatro Rivoli comemora o seu 87º aniversário em dois dias de festa

14 Janeiro 2019

100% Porto: Teatro Rivoli comemora o seu 87º aniversário em dois dias de festa

A 19 e 20 de janeiro, o Teatro Rivoli celebra o seu aniversário com mais de uma dezena de espetáculos com entrada gratuita propostos por artistas e companhias da cidade.
Programação de março a julho do TMP apresentada ontem no Teatro Rivoli

11 Janeiro 2019

Programação de março a julho do TMP apresentada ontem no Teatro Rivoli

A temporada de março a julho de 2019 do Teatro Municipal do Porto (TMP) reúne mais de 50 espetáculos e a parceria inédita entre os festivais DDD e FITEI.
1, 2, 3...

12 Dezembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Dina Lopes

Foco Famílias 2018
PRESENTE!: neste Natal ofereça dois lugares do TMP

6 Dezembro 2018

PRESENTE!: neste Natal ofereça dois lugares do TMP


O Teatro Municipal do Porto lança, mais uma vez, o PRESENTE!, um voucher que permite a todos os interessados adquirir e oferecer um produto diferenciador nesta época festiva. 
1, 2, 3...

26 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Álvaro Teixeira Lopes

Novos Talentos
João Pais Filipe e Valentina Magaletti: Uma história de amor

24 Novembro 2018

João Pais Filipe e Valentina Magaletti: Uma história de amor


Esta é uma história de amor “musical”:
Conheceram-se a 1 de dezembro de 2017, aquando do concerto dos britânicos Tomaga no Subpalco do Rivoli e agora, 364 dias depois – a 30 de novembro -, João Pais Filipe e Valentina Magaletti apresentam um disco a quatro mãos, "Golden Path", no mesmo local onde se conheceram.
1, 2, 3...

23 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Julieta Guimarães

Mostra Estufa
1, 2, 3...

22 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a João Gesta

Quintas de Leitura
Anarquivo

21 Novembro 2018

Anarquivo

Revoluções: a dança múltipla dos corpos

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
Anarquivo

20 Novembro 2018

Anarquivo

A Love Supreme

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
Anarquivo

19 Novembro 2018

Anarquivo

Romances inciertos: dançar a própria incerteza

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.