1, 2, 3...

23 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Julieta Guimarães

Mostra Estufa
A “Mostra Estufa” surge de uma parceria e coprodução entre a Erva Daninha e o Teatro Municipal do Porto para dar espaço a novas linguagens, estéticas e dramaturgias do circo contemporâneo. Como definem este momento de apresentação, deste laboratório para novos criadores na área do circo?

Temos quase treze anos de história e uma das coisas que fomos percebendo ao longo do nosso percurso é que há muito pouco incentivo à criação e, por consequência, surgem poucos projetos. E isso faz com que, ao andar na estrada, circulemos muito com as nossas criações [da Erva Daninha]. E encontramos poucos colegas da área, do circo contemporâneo, no mesmo circuito. Achamos que podíamos intervir um bocadinho nisso. E o facto de termos alguns anos de história dá-nos alguma segurança. Esta primeira edição [da Mostra Estufa] funcionou dessa forma, convidando outros artistas que nós conhecemos, que sabemos quais são as suas vontades, o que andam a fazer. E convidamo-los a desenvolver um projeto ou a fazer crescer alguma coisa que já existia. Ou seja, a nossa vontade vem daí, vem de tentar que haja mais criações de circo contemporâneo. Porque o que realmente existe não é suficiente para se criar um circuito, torna-se muito difícil fazer um festival só com criações portuguesas. Infelizmente não há matéria suficiente nesta área específica do circo contemporâneo.

Nesta edição de 2018 vão ser apresentados novos projetos próximos da sua versão final ou mesmo em estreia absoluta. Quais são eles e porque escolheram estes criadores e estas propostas para a primeira edição da Mostra Estufa?

Nesta primeira edição temos uma estreia absoluta, que é a “Fase dispersa”, da Teresa Santos, um projeto que nasceu este ano, apesar da vontade ter surgido no ano passado. A formação académica da Teresa Santos é de dança contemporânea e é uma mulher a criar um espetáculo de novo circo, uma característica de alguma relevância neste universo. Depois a “Crisálida”, de Daniel Seabra, é um projeto que fomos conhecendo com o tempo. O Daniel já trabalhou para a Erva Daninha numa coprodução com o Teatro Municipal do Porto, que estreamos no Teatro Campo Alegre. E ele já tinha esta vontade de falar destas camadas interiores. O “Décorps d´Intérieur”, da Ana Jordão e da Jeanine Ebnother Trott, é um projeto internacional de uma portuguesa e de uma belga, que foram selecionadas para o Circus Next, uma plataforma e um concurso europeu muito importante na área do circo contemporâneo. E nós achamos que não podíamos perder a oportunidade também de as apoiar e resolvemos trazê-las aqui, nesse processo que é difícil, o de montar um espetáculo com pessoas de diferentes nacionalidades, que vivem em países diferentes.

A vossa companhia, a Erva Daninha, é percursora de um trabalho nesta área no nosso país. Nasceu em 2006 e conta com mais de 13 espetáculos para palco, espaço alternativo e espaço público. É ainda uma das estruturas residentes do Teatro Campo Alegre, ao abrigo do Programa Teatro em Campo Aberto. Quais as linhas a seguir pela companhia em projetos futuros? Quais os espetáculos que se seguem? 

Curiosamente, começamos esta semana a ensaiar o novo projeto, ou seja, neste ambiente da Estufa, o que é muito interessante, porque cruzamo-nos todos nos corredores e vamos trocando ideias. Acho que já não via há muito tempo tantos artistas de circo no mesmo edifício e isto enriquece sempre as relações. O próximo projeto que vamos fazer, que é uma coprodução com o Teatro Municipal do Porto, no âmbito de uma bolsa de criação da rede 5 Sentidos que nos foi atribuída. Este é um espetáculo de palco que vai estrear em setembro do próximo ano, com um artista da companhia, o Vasco Gomes, e com o artista Leonardo Ferreira, que fez a sua formação na Escola Superior de Circo, em França e que ainda vive lá. O nosso trabalho é sobretudo contemporâneo, ou seja, o que nós procuramos é não abandonar a técnica e acho que a Mostra Estufa também procura isso, que os nossos projetos de criação como os nossos projetos de programação não abandonem a técnica por completo, mas elevá-la a um patamar de comunicação. O circo pode ser feito de muitas maneiras, o risco e a sensação de risco pode ser transmitida de diversas formas e aqui o que nós procuramos é um conceito. A técnica como veículo de um conceito.


Fotografia © Philippe Deutsch
Sara Carinhas

15 Novembro 2019

Sara Carinhas

Entrevista

atriz e encenadora 
Modos de Ocupar: o diferente do diferente não é o igual

24 Outubro 2019

Modos de Ocupar: o diferente do diferente não é o igual

Primeira conferência de ciclo com Pedro Santos Guerreiro realizou-se, esta quarta-feira, no Rivoli

Arrancou ontem, no Teatro Rivoli, o ciclo de conferências Modos de Ocupar, com curadoria e moderação de Pedro Santos Guerreiro.
Estrutura

20 Setembro 2019

Estrutura

Entrevista

Cátia Pinheiro & José Nunes
encenadores e atores

1, 2, 3...

18 Junho 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Manuel Bogalheiro

Universidade Lusófona do Porto
"Do Comum" e "Do Estranho" ⁄ Ciclos de conferências
Maria do Céu Ribeiro & Paulo Mota

14 Junho 2019

Maria do Céu Ribeiro & Paulo Mota

Entrevista

sobre "O amigo secreto"
Anarquivo

3 Junho 2019

Anarquivo

B’lheq

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo. 
1, 2, 3...

31 Maio 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Pedro Sobast

Understage ⁄ Catacombe
1, 2, 3...

24 Maio 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Miguel Bonneville

"A importância de ser Georges Bataille"
DDD + FITEI 2019 no TMP:

25 Abril 2019

DDD + FITEI 2019 no TMP:

Cinco semanas de programação de dança e teatro, com o Brasil em destaque

Entre 24 de abril e 25 de maio, o DDD – Festival Dias de Dança e o FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica unem-se numa grande parceria de programação e comunicação de dança e teatro, com o Teatro Municipal do Porto (TMP) a ser palco de apresentação de mais de duas dezenas de espetáculos, workshops, encontros, atividades paralelas e festas pós-espetáculo.
Miquel Bernat

1 Abril 2019

Miquel Bernat

Entrevista

sobre "Textures & lines"
1, 2, 3...

26 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a John Romão

BoCA - Biennial of Contemporary Arts 2019

19 Março 2019

"Moving with Pina":

A obra de Pina Bausch pelos gestos de Cristiana Morganti

Cristiana Morganti apresenta, em estreia nacional, a conferência performativa "Moving with Pina", nos dias 22 e 23 de março, no Teatro Campo Alegre, onde partilha as suas vivências com a coreógrafa alemã ao longo de 11 anos.
1, 2, 3...

18 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a João Sousa Cardoso

Multiplex 2019: Bette Gordon
1, 2, 3...

15 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Gustavo Costa e Igor Gandra (Sonoscopia & Teatro de Ferro)

"W - Concerto encenado para orquestra robótica e marionetas"
1, 2, 3...

11 Março 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a António Júlio

"O Dia da matança na história de Hamlet"

1 Março 2019

"Os 120 dias de Sodoma": o controverso encenador Milo Rau, no Teatro Rivoli

Nos dias 7 e 8 de março, o controverso encenador Milo Rau apresenta, em estreia nacional, “Os 120 dias de Sodoma”, no Teatro Rivoli – um trabalho que desenvolve as pesquisas em torno do voyeurismo e as suas implicações políticas e artísticas.
1, 2, 3...

27 Fevereiro 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Tiago Cutileiro

"Tudo nunca sempre o mesmo diferente nada"
Jorge Andrade

20 Fevereiro 2019

Jorge Andrade

Entrevista

sobre "A manual on work and happiness"
Anarquivo

13 Fevereiro 2019

Anarquivo

Sobre Anarquismos, de Pablo Fidalgo Lareo

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
Anarquivo

12 Fevereiro 2019

Anarquivo

Sobre Unwanted, de Dorothée Munyaneza

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
1, 2, 3...

6 Fevereiro 2019

1, 2, 3...

... Perguntas a Marta Freitas

Curtas de Cena Portuguesa 
Miguel Loureiro

28 Janeiro 2019

Miguel Loureiro

Entrevista

sobre "A fera na selva"

28 Janeiro 2019

"Unwanted" de Dorothée Munyaneza

Um relato a partir das histórias reais das vítimas do genocídio em Ruanda

Na sexta-feira, dia 1 de fevereiro, Dorothée Munyaneza apresenta, em estreia nacional, no Teatro Campo Alegre, o espetáculo “Unwanted” – um trabalho que conta a história de mulheres violadas.  
87º Aniversário Rivoli: 100 habitantes do Porto ajudam a apagar as velas

18 Janeiro 2019

87º Aniversário Rivoli: 100 habitantes do Porto ajudam a apagar as velas

Nos dias 19 e 20 de janeiro, o Teatro Rivoli celebra os seus 87 anos de “vida” numa festa de 48h - com dança, teatro, música, literatura, performance e ainda uma festa até às 04h00 - onde 100 habitantes do Porto ajudam a apagar as velas. 
100% Porto: Teatro Rivoli comemora o seu 87º aniversário em dois dias de festa

14 Janeiro 2019

100% Porto: Teatro Rivoli comemora o seu 87º aniversário em dois dias de festa

A 19 e 20 de janeiro, o Teatro Rivoli celebra o seu aniversário com mais de uma dezena de espetáculos com entrada gratuita propostos por artistas e companhias da cidade.
Programação de março a julho do TMP apresentada ontem no Teatro Rivoli

11 Janeiro 2019

Programação de março a julho do TMP apresentada ontem no Teatro Rivoli

A temporada de março a julho de 2019 do Teatro Municipal do Porto (TMP) reúne mais de 50 espetáculos e a parceria inédita entre os festivais DDD e FITEI.
1, 2, 3...

12 Dezembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Dina Lopes

Foco Famílias 2018
PRESENTE!: neste Natal ofereça dois lugares do TMP

6 Dezembro 2018

PRESENTE!: neste Natal ofereça dois lugares do TMP


O Teatro Municipal do Porto lança, mais uma vez, o PRESENTE!, um voucher que permite a todos os interessados adquirir e oferecer um produto diferenciador nesta época festiva. 
1, 2, 3...

26 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Álvaro Teixeira Lopes

Novos Talentos
João Pais Filipe e Valentina Magaletti: Uma história de amor

24 Novembro 2018

João Pais Filipe e Valentina Magaletti: Uma história de amor


Esta é uma história de amor “musical”:
Conheceram-se a 1 de dezembro de 2017, aquando do concerto dos britânicos Tomaga no Subpalco do Rivoli e agora, 364 dias depois – a 30 de novembro -, João Pais Filipe e Valentina Magaletti apresentam um disco a quatro mãos, "Golden Path", no mesmo local onde se conheceram.
1, 2, 3...

23 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a Julieta Guimarães

Mostra Estufa
1, 2, 3...

22 Novembro 2018

1, 2, 3...

... Perguntas a João Gesta

Quintas de Leitura
Anarquivo

21 Novembro 2018

Anarquivo

Revoluções: a dança múltipla dos corpos

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.
Anarquivo

20 Novembro 2018

Anarquivo

A Love Supreme

Um registo livre a partir dos espetáculos da temporada para reativar o discurso das conversas pós-espetáculo e repensar o nosso tempo.