Caroline Bergeron / Companhia Caótica

5 fábulas para não adormecer

Caroline Bergeron / Companhia Caótica

© Gonçalo Castelo Soares

Espetáculos para escolas e famílias

Junho

8 Sáb 16.00h

CAMPO ALEGREPalco do Auditório

Teatro
5.00€ (adultos) • 2.00€ (crianças e grupos escolares)
>3  
Cinco histórias acessíveis a todas as idades, para gozarmos com quem somos e sairmos da sala abraçados uns aos outros. Caroline Bergeron, encenadora, formada em Belas Artes, com dez anos de experiência em formas animadas no Tof Théâtre (Bélgica), decidiu voltar ao seu primeiro amor e lançar-se num duplo desafio: criar um espetáculo com conteúdo político adaptado à pequena infância (dos 3 aos 5 anos) e experimentar, para além das técnicas da marioneta e do vídeo, linguagens visuais ainda pouco utilizadas no seu repertório: a luz e a sombra. Subterraneamente elaborado a partir de 5 dos 7 pecados mortais, o espetáculo, sem palavras, será composto por 5 fábulas que criticarão com humor algumas manias da nossa sociedade: a obsessão pelo poder, pelo dinheiro, pela competição e transformarão dois pecados em virtudes: a gula e a preguiça.


Caroline Bergeron encena regularmente para a Companhia Ópera do Castelo, de Catarina Molder e cria vários espetáculos e oficinas na Companhia Caótica onde mistura artes plásticas, teatro, marionetas. Nela criou ou encenou “King Pai”, “Sopa Nuvem”, “Na Barriga”, “A Grande Invasão”. Foi codiretora do Tof Théâtre (Bélgica) durante 10 anos, onde foi coautora e atriz em “Camping Sauvage”, “Cabane” e “Patraque”. Encenou recentemente La Compagnie de L ́Echélle (França), fez curadoria do Festival “À Grande e à Francesa” em Viseu e é diretora do Festival para a Infância da Companhia Caótica, em Loulé, onde coorganizou dois Encontros Internacionais sobre Criação e Programação para a Infância (2015 e 2016).
Um espetáculo sem palavras inspirado em cinco dos sete pecados mortais que, com humor, por um lado critica a obsessão pelo poder, pelo dinheiro e pela competição, e por outro transforma em virtudes os pecados da gula e da preguiça.

Espetáculos para escolas e famílias

Junho

8 Sáb 16.00h

CAMPO ALEGREPalco do Auditório

Teatro
5.00€ (adultos) • 2.00€ (crianças e grupos escolares)
>3  
Conceção e encenação Caroline Bergeron
Interpretação Catarina Mota e Manuel Henriques
Construção de cenário, marionetas e adereços Catarina Mota e Manuel Henriques
Desenho de luz Nuno Figueira
Curadoria e transformação de imagens Caroline Bergeron
Trilha sonora António-Pedro a partir de Maurice Ravel, de Johann Sebastian Bach e de Edvard Grieg
Produção Companhia Caótica
Coprodução LU.CA - Teatro Luís de Camões, Teatro Municipal do Porto e Teatro Virgínia - Torres Novas
Agradecimentos Lua Cheia- Teatro para todos, Município de Oeiras, Elisabete Passos, Catarina Santana
Apoio República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes

Duração aprox. 40 mins