FRANCISCO PINHO, JOÃO DINIS PINHO & DINIS SANTOS


Nem a Própria Ruína

Estreia ⁄ Palcos Instáveis ⁄ Companhia Instável

FRANCISCO PINHO, JOÃO DINIS PINHO & DINIS SANTOS

Janeiro

Sáb 28 JAN ⁄ 21H30

CAMPO ALEGRESala-Estúdio

Dança
5,00EUR • M/6 
Para além de banda sonora, também a narrativa desta obra é conceptualizada como ponto de partida, uma redenção pós-apocalíptica. A história recente tem sublinhado a perigosidade humana, a sua destruição do planeta e possível extinção. Toda a evolução que a espécie protagonizou e assistiu parece então destinada a um desaparecimento total, não deixando ninguém para a recontar. Num futuro distante restará um universo imenso, possivelmente em expansão, cujo tudo e nada a nossa compreensão nunca perceberá. 

Francisco Pinho, João Dinis Pinho e Dinis Santos nasceram em 1994 e desde cedo se envolveram com o mundo da dança. Em 2004 participaram no “Quebra-Nozes”, o primeiro de muitos espetáculos que fazem juntos ao longo do percurso vocacional no Ginasiano. Após este curso seguiram diferentes percursos dentro e fora de Portugal, sempre mantendo contacto e imaginando uma colaboração, que se concretiza neste espetáculo.

“Nem a Própria Ruína” é um espetáculo de dança criado com base em “10.000 Anos Depois Entre Vénus e Marte”, uma obra de rock progressivo e instrumental de 1978, composta por José Cid. 

Janeiro

Sáb 28 JAN ⁄ 21H30

CAMPO ALEGRESala-Estúdio

Dança
5,00EUR • M/6 
Criação, interpretação, figurino, texto e desenho de luz Francisco Pinho, João Dinis Pinho e Dinis Santos
Música José Cid
Cenografia Pedro Azevedo
Figurinos Filipa Melo
Apoio à Produção Nuno Eusébio
Duração aprox. 45 mins