PRIMAVERA TARDIA - (RE) VISITAÇÃO DO CINEMA JAPONÊS


H STORY + HIROSHIMA, MEU AMOR

Medeia Filmes

Junho

TER 26 JUN / 19H00 & 22H00


RIVOLI Pequeno Auditório

3,00EUR 
H STORY
de Nobuhiro Suwa
com Béatrice Dalle, Kou Maschida, Nobuhiro Suwa, Caroline Champetier
Japão, França, 2001
Cópia digital cor 

HIROSHIMA MEU AMOR
de Alain Resnais
argumento e diálogos de Marguerite Duras
com Emmanuelle Riva, Eiji Okada, Bernard Fresson
França, 1959
Cópia digital restaurada (2013), p&b
 
19H00 • "H STORY" (2001), de Nobuhiro Suwa

Foi a longa metragem de estreia de Alain Resnais, depois de se ter dedicado durante 10 anos às curtas metragens documentais, onde já explorava conceitos presentes neste filme. "Hiroshima, Meu Amor", cujo argumento é da autoria da escritora Marguerite Duras, era para ter sido um documentário sobre a reconstrução de Hiroshima depois da destruição provocada pelo lançamento da primeira bomba atómica da História pelos Aliados na II Guerra Mundial. Não é de admirar, portanto, que tenha evoluído para um filme que é, antes de mais, uma evocação poética do tempo e da memória, para além de uma afirmação da necessidade de esquecer acontecimentos traumáticos para continuar a viver. É um simbólico caso amoroso entre Elle (Emmanuelle Riva), uma actriz francesa a fazer um filme anti-bélico em Hiroshima, e um arquitecto japonês (Eiji Okada), que serve o argumento. Apesar de serem casados e ambos terem consciência de que o romance está condenado, continuam a encontrar-se, unidos pela evocação de experiências, que estabelecem um contraste entre o passado e o presente. Marguerite Duras foi nomeada, em 1961, para o Óscar de melhor argumento original. Alain Resnais ganhou um prémio da Academia Britânica de Cinema, o prémio de melhor filme do Sindicato Francês de Críticos de Cinema e o de melhor filme estrangeiro do Círculo de Críticos de Cinema de Nova Iorque. — in PÚBLICO


22H00 • "HIROSHIMA, MEU AMOR" (1959), de Alain Resnais

"H Story" é um drama japonês dirigido por Nobuhiro Suwa. Foi classificado para a seção Un Certain Regard do Festival de Cannes de 2001. É um documentário autobiográfico sobre uma tentativa de remake do filme Hiroshima Mon Amour(1959) de Alain Resnais.

calendário