João Fiadeiro & Carolina Campos

Ça va exploser

João Fiadeiro & Carolina Campos

© Ana Viotti

DDD 2021

Abril

2019.00hTer
2122.00hQua

CAMPO ALEGREAuditório

Dança
Preço 9€
Duração 55min
Classificação etária >6 
Ça va exploser é a história de uma crise. A crise de um encontro. Com o outro, com nós mesmos, com o mundo. Na superfície tudo aparenta estar calmo... As palavras e os gestos acomodam-se no protocolo ficcional de uma relação e ocupam um espaço de intimidade construído. Os acontecimentos dão-se nas brechas dessa ficção.  Que ideias utilizamos para pensar com outras ideias? Falamos a mesma língua? São tempos confusos. As coisas colidem, sobrepõem-se, atropelam-se. Aqui e ali sincronizam, partilham um plano comum. Mas parece que só o fazem para poderem confirmar a impossibilidade de continuidade. A iminência da explosão. O título Ça va exploser remete para uma das imagens do livro Ma vie va changer, de Patrícia Almeida e David-Alexandre Guéniot, que serve como território de referência afetiva e estrutural para a construção deste trabalho.

CAROLINA CAMPOS começou a trabalhar com dança em 1998 na Companhia Municipal de Caxias do Sul (Brasil). Mudou-se para o Rio de Janeiro em 2007 onde foi bailarina da Lia Rodrigues Companhia de Danças até 2011. Além das suas criações, apresentadas em diversos países, trabalha também como assistente e ensaiadora de Vera Mantero, como intérprete de Sónia Baptista e no acompanhamento dramatúrgico e olhar externo de Calixto Neto, Ivan Haidar, Adaline Anobile e Julián Pacómio/ Ángela Milano e Volmir Cordeiro. Desde 2012 colabora intensamente com João Fiadeiro. É cocriadora e intérprete das peças do coreógrafo O que fazer daqui para trás, From Afar it was an island e De perto um pedra.


DDD 2021

Abril

2019.00hTer
2122.00hQua

CAMPO ALEGREAuditório

Dança
Preço 9€
Duração 55min
Classificação etária >6 
Criação Carolina Campos, João Fiadeiro
Performance  Carolina Campos, Márcia Lança
Dramaturgia Leonardo Mouramateus
Desenho de luz e direção técnica Leticia Skrycky
Composição sonora  Arnold Haberl
Assistente artístico Daniel Pizamiglio
Produção executiva Marta Moreira
Apoio  Fundação GDA
Residência artística e técnica Estúdios Vítor Cordon, La Caldera, Atelier Real
Agradecimentos Federal Chancellery of Austria, Graner, Carine Panigaz, Amelie Panigaz Borges, Filipe Mello, Federal Chancellery of Austria
Coprodução Teatro Municipal do Porto/DDD – Festival Dias da Dança, Teatro do Bairro Alto, Teatro Viriato