Camille Decourtye & Blai Mateu Trias / Baro d'evel

Falaise

Camille Decourtye & Blai Mateu Trias / Baro d'evel

© François Passerini

Julho

8/07 sex 19:30
9/07 sáb 19:30

RIVOLIGrande Auditório

Dança ⁄ Teatro ⁄ Circo Contemporâneo
França/Espanha
Estreia nacional
Preço 12€
Duração 1h45
Classificação etária >6

Na escuridão das cavernas, o som funcionava como um compasso para a humanidade. Eram necessários gritos para indicar o caminho. Eram necessárias canções para iluminar a escuridão. Também aqui humanos e animais gritam, procuram, tateiam. Avançam o melhor que podem no túnel dos tempos. É a base da parede ou o topo do mundo? A vida aqui morre ou renasce? Caem e erguem-se com a mesma clareza, a mesma inocência, a mesma insistência. Querem sobreviver. A qualquer custo. São um rebanho. São uma multidão. Quase uma família. E nas brechas deixadas por um mundo em ruínas inventam algo novo. É possível um outro fim do mundo – até já começou.


A companhia Baro d'evel é dirigida por Camille Decourtye e Blaï Mateu Trias. O que os motiva e desafia é colocarem-se em perigo artisticamente, buscarem uma forma de arte total. Procuram cruzamentos e encontros ao mesmo tempo que têm como objetivo a excelência em cada disciplina. É um trabalho árduo e diário que mistura movimento, acrobacia, voz, música e matéria.

Julho

8/07 sex 19:30
9/07 sáb 19:30

RIVOLIGrande Auditório

Dança ⁄ Teatro ⁄ Circo Contemporâneo
França/Espanha
Estreia nacional
Preço 12€
Duração 1h45
Classificação etária >6

Autoria e encenação authors directors Camille Decourtye, Blaï Mateu Trias
Em palco Noëmie Bouissou, Camille Decourtye, Claire Lamothe, Blaï Mateu Trias, Oriol Pla, Julian Sicard, Marti Soler, Guillermo Weickert, um cavalo e pombos
Assistência de encenação María Muñoz – Pep Ramis / Mal Pelo
Apoio à dramaturgia Barbara Métais-Chastanier
Cenografia Lluc Castells
Assistente de cenografia Mercè Lucchetti
Colaboração musical e criação sonora musical Fred Bühl
Desenho de luz Adèle Grépinet
Figurinos Céline Sathal
Música gravada Joel Bardolet
Direção técnica Sébastien Reyé
Direção de luz Nicolas Zuraw ou David Demené
Direção de cena Mathieu Miorin, Cédric Bréjoux, Benjamin Porcedda e/ou Sonia Grall
Direção de som Fred Bühl ou Rodolphe Moreira
Tratador de animais Francis Tabouret ou Perrine Comellas
Coordenação técnica Nina Pire
Direção de produção / promoção Laurent Ballay
Direção Caroline Mazeaud
Comunicação Ariane Zaytzeff
Assistente de produção Pierre Compayré
Adereços Lydie Tarragon
Produção Baro d’evel
Coprodução GREC 2019 festival de Barcelona, Teatre Lliure de Barcelone, Théâtre Garonne - scène européenne, Malraux - scène nationale Chambéry Savoie, ThéâtredelaCité – CDN Toulouse Occitanie, Pronomade(s) en Haute-Garonne, CNAR, L’Archipel, scène nationale de Perpignan, MC93 – Maison de la Culture de Seine-Saint-Denis, CIRCa - Pôle National Cirque, Auch Gers Occitanie, Le Grand T, théâtre de Loire-Atlantique, le Parvis, scène nationale Tarbes-Pyrénées, Les Halles de Schaerbeek - Bruxelles, L’Estive, scène nationale de Foix et de l’Ariège, Cirque Jules Verne - Pôle National Cirque, Amiens, Scène nationale d’Albi in the scope of the support from FONDOC, Bonlieu - scène nationale d’Annecy, La Comunidad de Madrid (Teatros del Canal), Le domaine d’O (Montpellier 3M), Houdremont - scène conventionnée de la Courneuve, 2 Pôles Cirque en Normandie - La Brèche à Cherbourg / Cirque-Théâtre d’Elbeuf
  • © François Passerini

    © François Passerini

  • © François Passerini

    © François Passerini

  • © François Passerini

    © François Passerini

  • © François Passerini

    © François Passerini

  • © François Passerini

    © François Passerini