Cátia Pinheiro / Estrutura

Carta à Matilde

Cátia Pinheiro / Estrutura

© Cátia Pinheiro

Retratos V

Junho

2/06 sex 19:30
3/06 sáb 21:30

RIVOLIPalco do Grande Auditório

futuro ⁄ teatro ⁄ mulher ⁄ maternidade ⁄ correspondência
Estreia
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa
Preço 9€
Duração 1h10
Classificação etária A atribuir pela CCE
Partindo de um elemento autobiográfico que é a experiência da maternidade, Cátia Pinheiro propõe criar um espetáculo que tem como mote a redação de uma carta à sua filha. Uma carta em formato performativo que resultará de várias colaborações que partirão todas da mesma premissa: escrever uma carta sobre o mundo que gostaríamos que este pequeno ser habitasse. Entre medo, culpa e alegria desmedida, Carta à Matilde parte de um lugar bastante íntimo para lançar ao mundo um espetáculo-carta que se debruça nesta relação implacável que é criar uma criança e trazê-la para um lugar que tem tanto de estranho e assustador como de incrível e maravilhoso.


Cátia Pinheiro fez formação em Teatro na ACE – Academia Contemporânea do Espetáculo. Trabalhou como atriz com vários encenadores e estruturas, como António Fonseca, Nuno Cardoso, Nuno Carinhas, Diogo Infante, Nuno M. Cardoso, Mundo Perfeito, Cão Solteiro, entre outros. Em 2009, fundou a Estrutura, juntamente com José Nunes, onde criou vários espetáculos, dos quais se destacam Língua, Party, Pathos, M’18, The End, Geocide e Uma Gaivota. Desenvolveu também os projetos transdisciplinares F…, The Walk e Display e coordenou o programa de formação Recurso.

Retratos V

Junho

2/06 sex 19:30
3/06 sáb 21:30

RIVOLIPalco do Grande Auditório

futuro ⁄ teatro ⁄ mulher ⁄ maternidade ⁄ correspondência
Estreia
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa
Preço 9€
Duração 1h10
Classificação etária A atribuir pela CCE
Criação Cátia Pinheiro
Colaboração dramatúrgica José Nunes, Mafalda Banquart, Sónia Baptista
Interpretação Cátia Pinheiro e intérpretes a definir
Cenografia Cátia Pinheiro
Desenho de luz Daniel Worm d’Assumpção
Música e desenho de som Vasco Rodrigues
Figurinos Jordann Santos
Coprodução Teatro Municipal do Porto
Interpretação em Língua Gestual Portuguesa Cláudia Braga