(LA)HORDE [Adiado para 2021] - © Aude Arago

© Aude Arago

DDD 2020

18 Sáb 22.00h

RIVOLI Grande Auditório

12.00€ • 1.15h • >12

(LA)HORDE [Adiado para 2021]

Marry me in Bassiani

Dança
França
Estreia nacional
(LA)HORDE [Adiado para 2021] - © Aude Arago

© Aude Arago

 
Em 2018, (LA)HORDE — o coletivo que investiga e trabalha as novas gerações da dança na era pós-Internet — estreou-se pela primeira vez em Portugal. Depois de um bailado para empilhadoras ter atravessado a Praça D. João I, no Porto, em Ballet de Machines, e uma comunidade de jumpers de vários países ter feito vibrar desenfreadamente o palco do Rivoli, em To Da Bone, no âmbito do DDD – Festival Dias da Dança, a companhia regressa com um novo desafio. Em "Marry me in Bassiani" quiseram pesquisar sobre os jovens de Tbilisi, na Geórgia, e as suas manifestações em frente ao parlamento. A história é cíclica e a dança volta a ser, na história deste país, uma forma de protesto pacífico e lugar de emancipação da juventude. Corpos e música techno agitam-se contra os ataques ocorridos em clubes da cidade. Depois de vários encontros com estes bailarinos e de prolongadas conversas com os diretores do Ballet Nacional da Geórgia, decidem trabalhar juntos. "Marry me in Bassiani" toma a Geórgia como exemplo singular que abraça a tradição, o folclore e a ação política através da dança nas redes sociais e nos tempos de hoje.


(LA)HORDE
é um coletivo fundado por três artistas: Marine Brutti, Jonathan Debrouwer e Arthur Harel. Através de um questionamento dos códigos das diferentes disciplinas, o coletivo realiza filmes, faz instalações vídeo e performance, encena e coreografa. (LA)HORDE cria universos instáveis e ficções hipnóticas que questiona a forma de o espectador desfrutar e compreender a obra de arte. Têm vindo a trabalhar sobre e com as comunidades online e o conceito da arte pós-internet. São desde 2019 diretores artísticos do Ballet Nacional de Marselha.


Apoio ao espetáculo
  • Produção
    (LA)HORDE
    Conceção e encenação
    (LA)HORDE: Marine Brutti, Jonathan Debrouwer, Arthur Harel
    Música
    Sentimental Rave
    Desenho de som
    Jonathan Cesaroni
    Música tradicional
    Tamaz Beruashvili, Aluda Janashvili, Davit Qavtaradze (músicos), Zaza Gochitashvili (técnico), Tornike Gabriadze, Ciuri Mchedlidze (cantores), Bar Zalel, Zed Barski (mistura)
    Cenografia
    Julien Peissel, assistido por Léa Chardin, Elena Lebrun
    Decoração, construção atelier
    Le Grand T – théâtre de Loire-Atlantique
    Desenho de luz
    Patrick Riou, Boris Eisenmann
    Assistência artística
    Lily Sato
    Julien Ticot
    Estilista, figurinos
    Juan Corrales em colaboração com Y/PROJECT
  • Olhar exterior
    Jean-Christophe Lanquetin
    Ensaiadora
    Natia Chikvaidze
    Direção-geral
    Guillaume Allory, Sébastien Mathé
    Direção de som
    Jonathan Cesaroni
    Produção e divulgação
    Clémence Sormani
    Assistência de produção
    Léo Viguier
    Gestão
    Isabelle Chesneau
    Com o conjunto Iveroni e o mestre bailarino Kakhaber Mchedlidze
    Mari Bakelashvili, Gaga Bokhua, Tinatin Chachua, Vaso Chikaberidze, Natia Chikvaidze, Tornike Gabriadze, Giorgi Gasishvili, Tornike Gulvardashvili, Levan Jamagidze, Nika Khurtsidze, Khatuna Laperashvili, Kakhaber Mchedlidze, Neli Mdzevashvili, Giorgi Mikhelidze, Vano Natmeladze, Anzori Popkhadze, Tamar Tchumburidze, Natia Totladze, Mariam Tsirdava, Lali Zatuashvili
    Gestão Iveroni
    Ana Lobzhanidze
    Mariam Mchedlidze
    Apoio
    Grand T – Nantes
    Coprodução
    Teatro Municipal do Porto / DDD - Festival Dias da Dança
    MAC – Maison des Arts de Créteil
    Théâtre de la Ville – Paris
    Théâtres de la Ville de Luxembourg
    Maison de la danse de Lyon
    TAP – Théâtre Auditorium de Poitiers
    Centro Coreográfico Nacional de Nantes
    Les Salins – Scène nationale de Martigues
    Bonlieu – Scène nationale d’Annecy
    Charleroi danse
    Kampnagel Hambourg
    Comédie de Clermont-Ferrand
    Fundação BNP-Paribas
    Institut français
    Fonds Transfabrik – Fonds franco-allemand pour le spectacle vivant