Produção V - 3º Ano de Teatro (ESMAE)

A selva é jovem e está cheia de vida

Produção V - 3º Ano de Teatro (ESMAE)

© DR

Julho

219.30hSex
319.30hSáb

CAMPO ALEGREAuditório

Teatro
Texto de Rodrigo García
Encenação de António Durães
Preço 7.00€
Duração 1.30h 
Classificação etária >16
Sejam muito bem-vindos e bem-vindas a este ginásio da emoção!  
Um imaginário onde espaços, personagens, situações e objetos se ativam e desativam continuamente. Neste diálogo, que se pretende íntimo e próximo, fala-se de tudo e de nada. Fala-se de arte, consumismo, capitalismo, globalização, política, desporto, do excesso de marcas, das redes sociais, da banalização das relações e da vida humana. Uma parafernália de atitudes, movimentos e situações banais e quotidianas invade o palco e vem reclamar o seu poder. Aqui, o irrelevante torna-se relevante. Os pormenores e os detalhes, que tantas vezes deixamos passar, são elevados, valorizados e criticados com uma crueza e rudeza singulares. Acompanhem-nos nesta viagem em torno de uma mescla de ideias, histórias e fragmentos do mundo contemporâneo, no seu mais pleno estado de(s)graça.  


ANTÓNIO DURÃES nasceu na Figueira da Foz, em 1961. Frequentou o curso da Escola de Formação Teatral do Centro Cultural de Évora. É profissional de teatro desde 1984 e, desde 2000, professor na ESMAE nos cursos de Teatro (Interpretação) e Música (Canto). Tem trabalhado, entre outros, com os encenadores/realizadores Adriano Luz, António Fonseca, Atsushi Funahashi, Carlos Pimenta, Cláudia Lucas Chéu, Edgar Pêra, Fernando Mora Ramos, Figueira Cid, Giogio Barberio Corsetti, Henrique Oliveira, João Botelho, João Henriques, João Leitão, João Pedro Vaz, João Reis, Jorge Queiroga, Jorge Silva Melo, José Ananias, José Carlos Garcia, José Carretas, José Valentim Lemos, José Wallenstein, Luís Mestre, Luís Varela, Luísa Pinto, Manuel Pureza, Marco Martins, Mário Barradas, Mark Donford-May, Miguel Loureiro, Nuno Carinhas, Nuno M. Cardoso, Paulo Castro, Paulo Rocha, Pedro Estorninho, Ricardo Pais, Rodrigo Areias, Rogério de Carvalho, Rui Madeira, Saguenail, Sérgio Graciano e Tiago Guedes, entre outros. Encena regularmente, desde 1995. Nesse âmbito e em contexto de espetáculo, trabalhou textos ou obras musicais de Anton Tchekov, António S. Tavares, Aristóteles, Bertolt Brecht, Carlo Goldoni, Conde Lautréamont, Daniel Moreira, Engelbert Humperdinck, Evelyne Pieiller, Fernando Pessoa, Fernando Arrabal, Franz Schubert, Frederico Garcia Lorca, Gaetano Gaetano Donizetti, Georg Büchner, Gil Vicente, Hans Eisler, Ionesco, Jean Français, Jean-Claude Grumberg, Johann Sebastian Bach, Jorge Louraço Figueira, Jorge Prendas, José Saramago, Juan Mayorga, Karl Valentin, Kurt Weill, Luigi Pirandello, Luís de Sttau Monteiro, Luís Mestre, Marcos Portugal, Mário de Sá-Carneiro, Martin Crimp, Maurice Ravel, Michel Tournier, Millôr Fernandes, Molière, Monty Python, Mozart, Nuno Corte-Real, Offenbach, Padre António Vieira, Raul Brandão, Rúben A., Ruy Coelho, Sófocles, Voltaire, William Shakespeare, Wolfgang Borchert, entre outros. 

Julho

219.30hSex
319.30hSáb

CAMPO ALEGREAuditório

Teatro
Texto de Rodrigo García
Encenação de António Durães
Preço 7.00€
Duração 1.30h 
Classificação etária >16
Texto Rodrigo García 
Tradução José Topa 
Encenação António Durães 
Interpretação Afonso Cortez, Beatriz Neri, Carla Almeida, Carolina de Almeida, Carolina Rocha, Inês Fonseca, Leonor Lopes, Mariana Silva, Marta Garcia Cruz, Paulo Morais, Rodrigo Festas, Telma Cardoso 
Cenografia Bárbara Amen, Maria Eugênia Cavaggioni 
Figurinos Cristina Gil, Raquel Ribeiro
Luz Diogo Teixeira, Filipe Silva, Paulo Ribeiro 
Som Henrique Costa, Sara Nogueira 
Direção de cena e produção Rita Tavares, Sofia Freitas 
Apoio à direção de cena e produção Nádia Matos 
Design gráfico Guilherme Festas 
Fotografia e vídeo Daniel Teixeira, Ema Lavrador, Joana Gomes, José Caldeira 

PROFESSORES ORIENTADORES DA PRODUÇÃO 
Apoio voz cantada Carlos Meireles 
Apoio voz texto José Topa 
Apoio movimento Catarina Lacerda 
Cenografia Célia Capelo, Hélder Maia 
Figurinos Filipa Carolina
Luz Pedro Cabral 
Som Rui Coelho 
Direção de cena e produção Regina Castro