Cris Blanco

Bad translation

Cris Blanco

© DR

TMP Online

1021.00hSábcom live streaming

CAMPO ALEGREAuditório

Marionetas
Espanha
Estreia nacional
Preço 12€ / 6€ (online)
Duração 1.00h
Idade >6
Informação adicional Falado em espanhol com legendas em português
Live streaming bol.pt

A ideia que serve como base a este espetáculo é a tradução do digital para o analógico. O digital “artesanal”, trazido para a vida real através do cartão, do plástico e do tecido, numa tentativa desesperada de torná-lo tangível. Como expoente máximo do digital no nosso dia-a-dia, foi escolhido um computador Macintosh para ser convertido manualmente no palco, ativando todos os utilizadores e mecanismos do computador quando ligado. Os cinco artistas em palco tornam-se operadores de sistemas de computadores e o palco transforma-se num grande computador analógico. Assim, o ambiente de trabalho do computador é um cenário de cinema, os documentos são pastas de cartão e as luzes desta cenografia são o brilho que emana da tela do computador. Descodificamos o digital através da ativação do computador em palco, apresentando o resultado numa grande tela defronte dos espectadores. — Cris Blanco
 

CRIS BLANCO nasceu em Madrid e vive em Barcelona. Vem criando as suas próprias produções cénicas e trabalha como intérprete em artes performativas, dança, teatro e cinema desde 2003. Transformar códigos e objetos, misturar géneros, música ao vivo, ilusões óticas e ficção científica e chamar a atenção para os mecanismos do teatro são elementos centrais no seu trabalho.

TMP Online

1021.00hSábcom live streaming

CAMPO ALEGREAuditório

Marionetas
Espanha
Estreia nacional
Preço 12€ / 6€ (online)
Duração 1.00h
Idade >6
Informação adicional Falado em espanhol com legendas em português
Live streaming bol.pt

Conceção e elaboração Cris Blanco
Interpretação e cocriação Amaranta Velarde, Javi Cruz, Cris Celada, Cris Blanco, Óscar Bueno Rodríguez
Assistência artística e dramaturgia Ayara Hernández
Desenho e construção do cenário Javi Cruz
Coreografias Amaranta Velarde, Ayara Hernández
Música ao vivo Óscar Bueno Rodriguez, Cris Blanco
Direção técnica Miguel Ruz Velasco
Desenho de luz Sergio Roca, Miguel Ruz Velasco
Desenho de som Carlos Parra
Legendas e digressão Noemí Laviana
Tradução francesa Marion Cousin
Produção Elclimamola
Remontagem em 2019 com o apoio de phénix scène nationale pôle européen de création Valenciennes, La Bâtie-Festival de Genève, Théâtre Saint-Gervais
Coprodução Mercat de les Flors/ El Graner, La Casa Encendida, Las Naves, CAET- Centre d’arts escèniques de Terrassa  

em paralelo