Sara Carinhas - © azuky

© azuky

Novembro

22 Sex 21.00h 23 Sáb 19.00h

RIVOLI Subpalco

9.00€ • ≈1.10h • >12

Sara Carinhas

Limbo

Teatro
Sara Carinhas - © azuky

© azuky


“Limbo” passa-se num espaço não convencional, ocupado por um grupo de jovens atores de diferentes nacionalidades e percursos, que constroem um discurso em torno da violência, da maldade e do medo, numa tentativa de responder ao estado do mundo – a guerra que rebenta por fora e por dentro de cada um deles. Num registo que varia entre a realidade e a ficção, o sonho e a morte, limbo entrelaça síndromes e traumas com canções, coreografias, chá e bombas.  


Sara Carinhas nasceu em Lisboa em 1987. Estuda com a Professora Polina Klimovitskaya desde 2009. É mestranda em Estudos Artísticos da Faculdade de Letras. Frequentou o Laboratório Internacional - Performer’s Physicality in the Methods of Meyerhold, M.Chekhov, Stanislavsky com Sergei Ostrenko, em Massa, Itália. Estreando-se enquanto actriz em 2003 trabalhou em Teatro com Marco Martins (Genet); Ana Tamen (Jean Racine); Cristina Carvalhal (Marius von Mayenburg); Fernanda Lapa (Eurípides); Luís Castro; Nuno Cardoso (William Shakespeare e Anton Tchéckhov); Nuno Carinhas (Berthold Brecht); Olga Roriz; Ricardo Aibéo (Georg Büchner); Ricardo Pais (William Shakespeare). No cinema trabalhou com realizadores como Alberto Seixas Santos, Manoel de Oliveira, Pedro Marques, Rui Simões, Tiago Guedes e Frederico Serra, Valeria Sarmiento, entre outros. Em 2015 foi distinguida com um Globo de Ouro e com o rémio Autores 2015 SPA/RTP para Melhor Actriz em "A Farsa".
Direção artística e encenação Sara Carinhas
Apoio à dramaturgia Cristina Carvalhal
Assistente de direção Pedro Rei
Interpretação António Bollaño, Filomena Cautela, Marco Nanetti, Nádia Yracema, Pierre Ensergueix, Sara Carinhas 
Consultoria artística Ana Vaz
Desenho de luz Cristina Piedade
Desenho de som Madalena Palmeirim
Registo vídeo Ana Cunha
Fotografia Sara Pinto Soares
Produção Bruno Reis / Causas Comuns
Produção executiva Pedro Rei
Parceria A Voz do Operário
Apoios Pólo Gaivotas-Boavista7CML, Companhia Olga Roriz, ONE your first stop
Apoio e residência artística Centro Cultural Vila Flor/ Centro de Criação de Candoso
Coprodução Teatro Municipal do Porto, Causas Comuns e São Luiz Teatro Municipal

Espetáculo falado em português, inglês e francês com legendas em português